A grande maioria das pessoas associa a fisioterapia ao tratamento de lesões, pois apenas procuram tratamento quando sofrem de alguma doença ou em crises pontuais. Só que o que muitos não sabem é que além do tratamento para reabilitação, podemos aplicar a fisioterapia na prevenção, principalmente direcionada a pessoas que buscam mais qualidade de vida, ou que tem uma rotina de atividades de alto impacto.

A fisioterapia preventiva se baseia em avaliações específicas, alongamentos, exercícios que aumentam a resistência e regeneração muscular, que promovam relaxamento e melhora da respiração, assim como em terapias manuais para o reparo dos tecidos miofasciais que são responsávevis pelo movimento, tudo com o objetivo de reduzir os impactos negativos de algumas atividades realizadas no dia a dia. É possível melhorar a postura, a flexibilidade, reduzir a carga de estresse do paciente, bem como melhorar o desempenho e rendimento de um atleta profissional ou amador.

Benefícios

Entre os principais benefícios da fisioterapia preventiva, podemos destacar o aumento do condicionamento físico, e consequentemente uma melhora na confiança e autoestima para realizar atividades que pareciam difíceis, também melhora as funções cardiorrespiratória, ativa a circulação sanguínea, proporciona alívio muscular e remove pontos de tensão.

Indicações

Não há contraindicações para dar início a fisioterapia preventiva, pelo contrário, ela é indicada para públicos diversos, como atletas e praticantes de atividades físicas, idosos e trabalhadores de escritório.

Para quem é atleta, ela ajuda a prevenir lesões e a fortalecer os músculos, como os do assoalho pélvico, da lombar e abdômen. São realizados exercícios que promovem o aumento da resistência muscular, e com isso, fica mais fácil manter o ritmo nos treinos.

Os pacientes que trabalham em escritório passam muitas horas na mesma posição, geralmente sentados, e nesse caso, alongamentos e técnicas posturais e manuais para manter uma postura correta são realizados para reduzir o impacto de ficar sentado.

E os idosos que realizam a fisioterapia preventiva conseguem fortalecer suas articulações para desempenhar várias atividades, tendo uma melhoria significativa na qualidade de vida, pois ela ainda evita o risco de complicações quando eles sofrem acidentes, como as quedas.

Graduada na Universidade Potiguar / Pós-graduada em Fisioterapia Neurofuncional - Católica do RN / Pós-graduanda em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica (Funcional e Esportiva) / Formação em Pilates, Reeducação Postural Global e Terapias Manuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *